Todos os artigos de hilaria

Uma cidade que chora… e se recupera a si própria

Os homens mortos caminham dissimulados entre os homens vivos.
(José Carlos Bezerra)

É uma cidade que chora. É 20 de Setembro de 2017, são 6 da tarde quando começa a chover, um dia depois do terramoto. Sim, é a cidade do México que chora. Assombrosamente, há 32 naos, com6 horas e diferença, a mesma tragédia. Nada há tão espiritual como entrar nessas perguntas sem resposta que te faz encontrar com o profundamente humano. Os corações mexicanos abertos e disponíveis perante a desgraça reagem no seu profundo ser humano/espiritual. Continuar a lerUma cidade que chora… e se recupera a si própria